Notícia especial

É engraçado como algumas coisas e algumas pessoas marcam a nossa infância. E são estas pessoas que certamente nos educam e nos fazem quem somos hoje. Eu lembro bem que meus pais me ensinaram desde muito cedo a cumprimentar as pessoas, e a dizer muito obrigado. Também me mostraram o valor do dinheiro e como é com trabalho duro que a gente o consegue. Minhas avós me mostraram como a liberdade tem que ser conquistada, já que a cada boa ação eu ganhava horas a mais no quintal. Meus padrinhos foram (e continuam sendo) meus segundos pais, aqueles que ajudaram muito na minha educação e formação. É por isso (e por outras coisas) que acho que parte da nossa educação vem sim de berço.

Ontem eu e meu marido tivemos a feliz notícia de que seremos padrinhos da Alice, primeira sobrinha nossa, primeira afilhada do marido e primeira filha do único irmão dele. Diante da notícia – que nos deixou muito felizes – eu fiquei refletindo sobre o significado deste convite super especial e de como tudo isso está ligado a carinho, amor, responsabilidade e confiança. Espero poder ter a clareza, a firmeza, a sanidade e a serenidade para transmitir para nossa afilhada a infinidade de coisas boas que recebi. Estudei em uma ótima escola, em uma boa universidade, pude fazer aulas complementares, e até hoje sinto que minha educação esta evoluindo (assim como eu, como pessoa). Apesar do estudo, muito do que eu sou foi transmitido pelas pessoas que conviveram comigo – incluindo meus padrinhos. Tive tudo que eu quis (por esforço dos meus pais), mas mesmo assim aprendi o valor do certo e do errado e descobri que quando a gente quer uma coisa precisa ir atrás: nada cai no colo sem esforço. Minha infância foi bonita e tenho ótimas recordações e um pouco de saudade de como as coisas eram simples e puras.

Quando penso na minha infância me vem na cabeça um monte de coisas… entre elas, os dias vividos na casa da minha madrinha (que até hoje chamo de madrinha), o Nescau feito na hora com leite bem gelado, o quintal grande para brincar, o balanço atrás da garagem, a enciclopédia Conhecer no alto da estante (a qual eu devo ter lido 1000 vezes), o bolo de nega maluca feito especialmente pra mim, o Fofo (cachorro da minha madrinha) sentado na janela da varanda olhando pra gente enquanto assistiamos TV, e o carinho e amor todo especiais que minha madrinha e meu padrinho me deram (e me dão até hoje).

São recordações assim, muito peculiares, que formam quem eu sou e geram boas histórias para contar. Espero que possamos ter ótimos momentos ao lado da Alice, e que ela tenha ótimas lembranças destes momentos vividos conosco, seus padrinhos, e que tenha uma vida linda, repleta de felicidade, saúde e sucesso. Estamos na torcida para que ela venha logo e encha a vida de todas as pessoas ao seu redor de felicidade.



  • 3 Responses

    1. anna maria lima de melo disse:

      Que lindo Gaby…sei que vocês serão
      padrinhos muito especiais para Alice.Beijos

    2. Boeing disse:

      Que legal, Gaby!! Imagino como vocês devem estar. Filho chegando, afilhada chegando…eee coisa boa!! Bjão!!

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *