Pensamentos de um domingo a noite

Com meus Comprehensive Exams se aproximando – talvez a prova mais importante do meu Doutorado – eu fico me questionando como é importante entender e ser entendido em outra língua e como tudo acaba sendo diferente quando você não está no seu país. Nada tem legenda e tudo deve ser completamente entendido, pois é deste entendimento que muito da sua vida depende. Eu nunca tive problema em me expressar em português; pelo contrário, sempre achei fácil expressar minhas idéias e me fazer valer da minha maneira de ser (chamada por alguns de “tagarela”). O que acontece fora do seu país de origem não é a dificuldade de se expressar, mas de ser compreendido como se gostaria de ser, na malícia, no detalhe, na sutileza, na emoção. Quando a gente diz sim para uma outra língua a gente ganha, além da proficiência, um mundo novo, uma nova cultura, novas descobertas… e é tudo isso, associado com minha capacidade de entender 80 artigos e 3 livros que vai ser colocado em prova nos dias 30 de Novembro e 7 de Dezembro.

“A palavra é o meu domínio sobre o mundo”.
Clarice Lispector



  • 3 Responses

    1. Bianca disse:

      Gaby, com certeza vai dar tudo certo. Sucesso hoje e sempre.
      Beijos
      Bi, Dudu, Sophia e Lorena.

    2. Paty disse:

      Admiro :p

    3. Paty disse:

      E te adimiro muito por isso! não é pra qualquer um fazer doutorado, ainda mais no canadá 🙂 sucesso dinda, como sempre vais arrasar!

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *