‘Vida de cão’ no Canadá

Eu recebo muitas mensagens de pessoas que visitam o blog para saber informações sobre como é a vida dos cachorros por aqui, como são os pet shops, os preços dos serviços, o que os cachorros podem ou não fazer… eu sempre falo do Joe aqui no blog, e por tudo que eu falo dá para se ter uma (boa) noção de que a vida canadense dele é boa, muito boa! Mas neste post eu resolvi falar especificamente dos aspectos que envolvem ter um cachorrinho, desde os locais para caminhar, até a comida e o banho.

Locais

Os parques de cachorro são super comuns aqui na cidade e são locais que possuem cercas e aonde os cachorros podem correr e brincar sem coleiras. Aqui em Toronto são mais de 50 locais (parques ou mesmo áreas centrais) aonde os cachorros podem curtir a vida sem se preocupar com a coleira. E eu fiquei impressionada como é tudo realmente adaptado para os cachorros: desde os lixeiros e bebedouros, até os portões duplos (para que os donos consigam tirar e colocar as coleiras com facilidade). É importante falar que todos estes locais possuem regras, que devem ser seguidas pelos donos dos cachorros (senão há penalidades e multas).

Compras

Aqui obviamente há uma variedade de produtos de cachorro, em lojas grandes, de departamento (por exemplo, petsmart, canadian tire). Eu nem preciso dizer que eu fico MALUCA toda vez que eu vou! Aqui dá pra comprar de tudo, inclusive as rações que temos no Brasil, aqui há também – além de outras milhares de variedades. Mas existem também lojas pequenas, que possuem ótimos produtos (como a Global Pet Foods, que é super comum na cidade).
Um local legal é o Paws Way, que além de ser loja é também um local com workshops, eventos, treinamento e ainda você pode saber informações sobre sua raça (dada por profissionais qualificados que ficam de plantão no local). Mas, certamente o melhor disso tudo é a localização da loja: na beira do lago (Harbourfront). Um local lindo, que vale a visita mesmo que você não tenha cachorro.

Tosa

A rotina dos pet shops aqui é diferente. Eu já cheguei perguntando se tinha plano mensal de banho, tosa e as pessoas me olhavam estranho. Aqui o negócio funciona da seguinte maneira: 99% das pessoas que vão nas pets vão para tosar e dar banho nos seus cachorros no máximo 1 vez por mês. Não vi aquele negócio de ir toda semana tomar banho. E, muitas vezes, as pessoas tosam seus cachorros em casa. Há cursos, aparelhos e tudo que é necessário para executar esta tarefa. Eu proibi o Juliano de pensar nisso (ele até queria), mas acabamos tosando o Joe 1 vez por mês. Quando ele vai para o pet nós deixamos ele o dia todo e pegamos o pacote day care: ele fica lá o dia todo, brinca com os outros cachorros, passeia na rua e no final do dia é tosado e toma banho. O valor fica em torno de CAN$80.00 (eu acho super caro).

Doente

O Joe já ficou doente (lembram do episódio do pedaço de osso/borracha no estômago) e tivemos que recorrer ao serviço de hospital dos animais. O Downtown Animal Hospital e o Queen West Animal Hospital foram os local que levamos ele (sim, mais de um, e mais de uma vez em cada) e gostamos do serviço. Como nunca haviamos levado ele numa clínica/hospital no Brasil, não sabemos comparar os serviços nestes dois paises. Mas os serviços canadenses são caros (bem caros) e é importante falar que os veterinários vão mandar você fazer vários exames. Cabe a você cortar um ali, outro aqui e poupar valores que chegar a ter 3 zeros!
Aqui no Canadá há a possibilidade de você pagar um seguro de saúde canino, mas ainda não paramos para ver isso.

Inverno

O Joe chegou aqui no Canadá num inverno: no dia que ele chegou estava em torno de -15C e quando tentamos colocar ele no chão ele tremia muito. Então decidimos fazer uma adaptação demorada, e levando-se em consideração alguns dos cuidados que o veterinário nos deu:
– Evitar dar banhos no inverno, ou reduzir a freqüência, ou utilizar produtos “Banho a Seco” que promovem uma higienização a seco sem que o animal fique úmido;
– Evitar tosa baixa no inverno, visto que a pelagem é uma forma de proteção do frio; neste caso, dependendo dos pelos do seu cachorro, é aconselhado usar roupinhas que protegem o peito dele. Por isso as roupinhas que o Joe usa não são somente por frescura, mas por proteção;
– Levar o animal para passear em horários mais quentes para evitar corrente de ar gelado; neste caso, tivemos que adaptar o Joe (e seus pipis) aos horários do inverno. Olha, foi difícil, mas necessário;
– Aumentar a quantidade de ração, visto que seu consumo aumenta em média 30% devido as necessidade que o corpo tem para manter a temperatura;
– Se você for caminhar com seu animal em calçadas e locais aonde a prefeitura coloca sal para derreter a neve, é fundamental o uso de sapatos/botinhas, já que o sal racha as patinhas dos peludos. Isso não é frescura, é cuidado!

viagens

O Joe adora passear, viajar, fazer pipi em um poste de outra cidade…é só ver uma mala que ele já pula dentro! Enfim, ele curte muito e é super parceiro. No carro fica bem tranquilo e nos hotéis se comporta muito bem (não faz xixi, não roi nada quando fica sozinho e não late). Falando em hoteis, tem um site que fala de todos aqueles que aceitam cachorros: o BringFido. Mas sempre é bom ligar para o hotel e checar.

vida canadense

Minha opinião é que é muito mais fácil ter um cachorro aqui no Canadá devido a facilidade que você tem em levar seu animal para uma viagem, uma loja, um restaurante. É claro que não é todo lugar que aceita, mas é muito mais fácil ter um bichinho aqui em vários aspectos. É importante ficar esperto para alguns cuidados/dicas:
– Licença: todo cachorro deve ter uma licença da prefeitura. Você faz online mesmo, bem simples e eu já fiz um post explicando tudo sobre isso aqui.
-Horários para andar de ônibus/metro: os animais são permitidos dentro do metro e ônibus todos os dias. Porém nos dias de semana eles devem ser levados fora dos horários de pico (antes das 6:30am; entre 10:00am e 3:30pm; e após as 7:00pm). Isso é um cuidado para seu animal, já que nos horários de pico os metros e ônibus lotam, como qualquer cidade grande.
– Placas: para você saber se seu cachorro é permitido ou não em um determinado parque, ou mesmo numa graminha, procure por placas. Elas sempre estão lá, dando permissão ou negando. Fica a dica!

rei

Pensando bem, acho que este post deveria se chamar “‘Vida de rei’ no Canadá”, já que o Joe tem uma vida mais do que boa por aqui, vocês não acham?



  • 66 Responses

    1. Nathália Oliveira disse:

      Oi!
      Li seu post e achei muito legal.
      Pretendo me mudar com meu cachorro para Toronto no próximo ano, mas preciso de uma informação importante: posso viver com minha staffordshire bull terrier em Toronto? Tenho pesquisado sobre a lei que baniu os pit bulls de Ontario, mas estou confusa com informações que tenho buscado… Você sabe alguma coisa sobre esse assunto? Se não souber, conhece alguém que pode me ajudar?
      Estou desesperada, preciso começar a pagar os itens da viagem, mas só vou fazer isso com a certeza de que minha cadela irá comigo!

    2. Sue disse:

      Olá Gabi! E sou indo para o Canadá no início do ano acompanhanda da minha filha de 4 patas, uma gatinha. Agora estou pesquisando sobre serviço veterinario lá, e encontrei seu blog. Vi que falou de seguro saúde para animais, mas nessa postagem não deu detalhes. Vc já chegou a ver algo a respeito?
      Obrigada por qq informação que puder dar.
      Bj

      • Ola Sue, ainda Não tenho nenhuma informação. E olha que Jojoe tem precisado (coitado) mas estamos pagando. Temos que nos organizar em 2017 para ver as opções – e assim que fizermos isso estarei sim escrevendo no blog.
        Beijos e obrigada pelo recado

    3. Claudia disse:

      Gaby. Sempre que vejo postagens, são de animais de pequeno porte. Como são para animais de médio e grande porte? Principalmente com relação à aluguel de casa/apto, por exemplo. É comum as pessoas terem mais de um cachorro também?

      • Olá Claudia. Acredito que não há restrição em animais de médio e grande porte, mas geralmente os apartamento só aceitam 1. Eu vejo bastante gente com mais de um cachorro sim, eu mesma queria ter mais um (mas agora com bebê vai ser mais difícil). Respondi suas perguntas? Beijos

      • Ana Medeiros disse:

        Olá Claudia, desculpe a intromissão Gaby, mas só complementando. Trouxe meu golden retriever há 3 meses para Toronto. O que percebi é que para alugar casas e apartamentos direto com os proprietários, muitas vezes eles impõem restrições quanto a cães de grande porte e muito peludos, como é o caso do Darwin. Ainda que as casas ou apartamentos sejam anunciados como pet allowed, é bom ligar e confirmar.
        Nós acabamos optando por alugar direto com uma administradora, nos sentimos mais seguros quanto às regras sendo impostas por uma empresa e não uma pessoa aleatória (mesmo porque não tivemos uma boa experiência com a proprietária do AirBnB que ficamos no primeiro mês). No prédio que estamos grande parte dos locatários possuem cães e alguns mais que um cão.

        • Olá Ana Medeiros, tudo bom? Gostei muito da sua resposta e complementação… Ainda estou sonhando e começando a realizar o sonho de viver em Toronto ainda do Brasil.. espero no meio do ano que vem estar ai com vocês!!!! Por isso ia pedir para você, por gentileza, se me pudesse me passar seu contato para conversarmos sobre os goldens, pois eu também tenho 1 golden e uma Bernese e estou preocupado como conseguir casa para esses meus “bezerros!” heheheh você poderia me dar algumas dicas, por gentileza? meu e-mail é: thel.berte@gmail.com e meu Whatsapp é: +55 (16) 9 9790-8414….

          desculpa o incômodo a todos e obrigado!

          Gaby, parabéns pelo blog… ele é SENSACIONAL!!!!

    4. Susy disse:

      Ola
      tenho uma filha que mora em toronto em um apartamento
      ela e´louca por cachorro
      Eu queria dar um de presente para ela como faço para comprar um ai
      estou no Brasil
      aguardo
      Obrigada

    5. Bia disse:

      Olá…Tem algum site que vende cachorros?…

      • Olá. Aqui é bem difícil comprar cachorros… Geralmente você tem que falar com os criadores e é bem caro. Já pensou em adotar?

        • Silvia disse:

          Gabi, parabens pela iniciativa/divulgacao da adocao! Voce é 10!! E adoro as ‘foster homes’ para dogs de Toronto.
          Outro ponto sao os shelters, cheios de dogs precisando de carinho!
          Continue divulgando pois sempre vejo pessoas perguntando sobre çomo comprar cachorros por aqui’ e vc sempre explicando sobre a adocao.

          Um beijo!

    6. Rita disse:

      Oi Gabi, tudo bem? acabei de me mudar para Quebec e estou em dúvida sobre qual marca de ração comprar. No Brasil, minha Shi tzu comia Royal Canin, aqui não tenhoreferência de qual comprar. Qual marca você compra oara o seu?
      Beijos!!!!!

      • Olá Rita. Eu compro pro Joe Blue Graun Free Basics, ele adora. Royal Canin vende aqui tbem se você quiser. Também comprava mas esta Blue ele gostou mais.

      • Sabrina disse:

        Rita, Tudo bom?
        Também tenho um shi tzu e se chama Tobias e vou em dezembro para vancouver..rs
        Você teve alguma dificuldade para ele embarcar, por qual companhia aérea você levou ele? Obrigada!

    7. Helio disse:

      Olá Gaby boa noite, adorei seu blog e parabéns pois é muito bem explicado e detalhado.
      Sou Presidente de uma Ong que trabalha no tratamento de pessoas com deficiências multiplas através dos cães TAA, AAA e EAA.
      Sou Cinotécnico e especialista em educação canina á 20 anos e queria muito trabalhar com isso no Canada, queria saber se mercado para isso e se de alguma forma consegue me ajudar ou indicar alguém que possa.
      Obrigado

      • Olá Hélio. Obrigada pelo recado e parabéns pelo trabalho. Infelizmente não conheço nenhum projeto assim por aqui, mas acredito que deve haver sim. Não sei como funciona este mercado. Boa sorte na sua procura e obrigada, Gabriela

      • Olá Hélio, tudo bem? Aqui no Brasil eu trabalho com relacionamento canino e estou buscando um emprego na área canina no Canadá também….

        Gostaria que você me mandasse um alô para mim, por favor, para um ir ajudando o outro e quem sabe até trabalharmos juntos no tão sonhado Canadá!!!!

        Por favor, me mande um email (thel.berte@gmail.com) ou um Whatsapp (+55 16 9 9790-8414) para tentarmos juntos!!! Duas cabeças pensando, procurando e tentando trabalhar com e pelos Cães no Canadá é muito mais eficiente do que apenas uma… né?!

        Abraços,

        E obrigado pelo conteúdo e oportunidade Gaby =)

    8. Adriana Machado disse:

      Olá Gaby, Estou planejando viajar de Toronto para Calgary com meu cachorrinho pela Westjet. Vi que é preciso apenas de um certitificado de vacinação contra raiva. Você sabe me dizer se é um certificado específico emitido por um veterinário daqui do Canadá ou serve a carteira de vacinação do Brasil mesmo?

    9. Reinaldo disse:

      Ola… Boa noite. Primeiro queria parabenizar pelo blog. Muito bom. Queria fazer uma perguntar… Como foi a saida do Brasil e entrada no Canada? Pode me falar sobre documentos necessarios? E no voo, Como foi? E na chegada? Problema? Desde ja agradeço.

    10. Rebeca disse:

      Adorei achar esse blog, Gaby!!! Estou estudando seriamente para ir para o Canada nos proxiomos dois anos, no maximo, e ler seu blog so esta me fazendo ficar mais tranquila a respeito de levar meu golden retriever. Queremos ir para Toronto, entao vamos precisar achar uma casa que aceite ele (apto aceita cachorro grande? Ele eh super comportado e extremamente silencioso). E ja vi uma vez ai no Canada uma empresa que fornece Alimentacao Natural, vou ate atras de novo, pois ele come AN. Muito obrigada pelo texto e agora vou atras de outros textos seus!!!!

    11. veronica disse:

      Parabens pelo blog. Um dos melhores que vi ate agora. E adoro o teu jeito de falarde toronto com muito alto astral. 🙂 A minha filha quer muito um cachorrinho e vamos comprar/adotar um pequeno pra poder levar pro brasil na cabine. Pra leva-lo pro Brasil passar ferias apenas, ě complicado? Alem da documentacao, vacinas, etc tem alguma coisa mais complicada, tipo deixar em quarentena? Obrigada!

      • Olá Verônica. Obrigada pelo recado. Não precisa de quarentena não. Tem vários posts explicando como viajar com seu cachorro para o Brasil e Canadá. Da uma pesquisada para saber certinho o que precisa. Beijos

    12. Loeni disse:

      OI Grabriela, gostaria de saber se essa licença servi para todas as cidades do canada? estou indo agora dia 07/06/2015 com minha Filha de 4 patas e vou ficar em sarnia que fica a 3 hs de Toronto e quero saber se ela precisa dessa licenca!! obrigada

    13. Luana disse:

      Oi Gabi, tudo bem? Tenho dúvidas quanto as leis no que dizem respeito aos pets, será que vc consegue me ajudar? Existe restrição quanto a número de pets por residência? No meu caso tenho 3 gatos e uma cachorrinha, quero imigrar em no máximo 2 anos. Se não puder levá los, vou acabar desistindo! :/ Um abraço.

      • Ola Luana. Obrigada pelo recado e pela visita ao blog. Existem locais que só aceitam 1 animal, existe locais que não aceitam e existem locais sem restrição (geralmente casas). Você vai ter que procurar e geralmente casas custam mais caro para alugar, mas procurando bem você acha sim. Abraços

    14. André Costa disse:

      Olá Gaby, tudo bem? Primeiramente parabéns pelo seu site. Acho que eu e minha esposa já passamos por todos os posts. Estamos nos mudando semana que vem para Toronto e pegarmos muitas dicas contigo.

      A pergunta pode ser idiota, mas preciso ter certeza… rsrs

      Com relação a sair com o cachorro na rua, há algum problema do cachorro fazer xixi pela rua? Sei que o cocô nós temos que recolher (Já fazemos isso no Brasil), porém não sei como as pessoas se comportam quando um cachorro faz xixi na frente do seu prédio ou casa.

      Muito obrigado

      André e Carol

      • Olá André! Obrigada pelo recado. Geralmente ah locais específicos nos condomínios para os cães, ou placas de proibido animais nas áreas que são proibidas. Se não tiver nada os cachorros são livres, claro que nos donos temos que ter bom senso (por exemplo, não deixo o Joe fazer xixi na calçada nem na entrada de casas). Já vários cães e donos pelas ruas e a cidade é bem Pet-friendly. Boa viagem e boa chegada! O clima esta ótimo 😉

    15. Natalie disse:

      Gaby, nós temos um peludo de 10 meses e há alguns meses optamos pela alimentação natural, ou seja, não damos ração, mas também não tenho tempo de cozinhar para ele, então existe um serviço aqui no Rio que fornece a alimentação natural em embalagens individuais congeladas para a semana, custa algo em torno de 226 por mês para o tamanho e peso do nosso cão.

      Me preocupo com nossa mudança para o Canadá, pois não sei se conseguirei essa mesma alimentação por aí e num preço que seja acessível.

      Você já ouviu falar algo do tipo aí em Toronto?

      bj

      • Ola Natalie. Tenho certeza que há este serviço aqui e, comparado com os preços das coisas do Brasil, deve ser mais barato. Com o Joe eu faço um mix de ração natural (que compro em uma loja especializada sem by products, etc) + vegetais e carnes.
        Beijos e obrigada pelo recado

      • Juliana disse:

        Que legal, Natalie! Também dou alimentação natural para meu cachorro, e estou de mudança para o canadá. Porém, dou a alimentação crua, e acho que no Canadá vai ser até mais fácil que o Brasil, sabe? Aqui isso ainda é muito tabu, enquanto lá fora é bem mais aceito! Beijos e boa sorte!

    16. Vanessa disse:

      Oi Gaby! Bacana sua página!!! Vocês tiveram muita dificuldade em alugar um canto que aceitasse o peludo? Nos sites a maioria parece que não aceita… Estranho por ser supe Pet friendly em Toronto.. Obrigada!!! Bjs!

      • Ola Vanessa. Eu tive muita sorte: em primeiro lugar ficamos no apto de estudantes de pós da UofT, que é pet-friendly. E hoje moro em uma townhouse, que é mais tranquilo (por não ser condominio). Portanto, não tivemos dificuldade. Obrigada pela visita. Beijos

    17. KELMA disse:

      Oi gaby é a primeira vez que entro no seu blog porque fui indicada da Mandy sobre o assunto que queero saber. que é como levar gatos para o canada?, vc tem algum video sobre esse assunto? obrigada e fico no aguardo Kelma

    18. Priscila disse:

      Ola Gabi,
      Vira e mexe dou uma passada aqui no seu blog. Parabéns por ele! Sei que este post é bem antigo e talvez o que eu vá dizer já não tenha mais validade. Mas li que vocês ainda não fizeram plano de saúde para o seu peludo (pelo menos até a data deste post). Eu moro em Vancouver e tenho uma Golden. Ela tem plano de saúde e hoje tem sido uma mão na roda. Infelizmente ela está passando por um problema de saúde e o plano está ajudando bem no nosso orçamento. Estou dizendo isso porque se um dia ele tiver algum probleminha (que espero que não), isso será doença pre-existente e aí o plano não vai mais cobrir. Tenho uma amiga que deixou para depois e hoje o plano não cobre várias coisas. Então, se por um acaso vocês tiverem a oportunidade, vale a pena consultar 😉
      Só estou dizendo isso porque sou maluca pela minha cachorrinha assim como você é pelo Joe 😉
      Mais uma vez parabéns pelo blog
      Um abraço
      Priscila

      • Oi Priscila. Obrigada pelo aviso… Nos já vimos alguns planos mas fizemos as contas e achamos que não valia a pena (pelo menos os planos que vimos). Qual plano vc tem? Tem algum website? Obrigada pelo toque… Infelizmente sabemos que chega uma idade que nossos cachorros amado irão precisar… Beijos

        • Priscila disse:

          Olá Gabi
          Hoje a nossa cachorrinha está com a PetSecure. Basicamente temos o reembolso após 3 semanas que enviamos os papéis. É bem prático. Claro que muita coisa não é reembolsável. Mas se considerarmos os “claims” aceitos e os não aceitos, a conta final representa uns 50% ou 60% de retorno. Hoje em dia ela está fazendo quimio e os gastos estão bem pesados. Em um mês gastei mais de 3k entre tratamento e exames. Então neste caso, os reembolsos são bem significativos. Acho melhor fazer enquanto ele é novo, pois depois de velhinho tudo vira doença pre-existente e aí certamente não valerá a pena. E querendo ou não, plano de saúde bom é aquele que pagamos e não usamos né?! Espero que ele fique loooongos anos sem precisar 😉
          Abraços
          Priscila

          • Valeu pelo recado Priscila… vou olhar o seu com calma. Jojoe tem 5 anos e as vezes tem seizures (tipo mini convulsões). Já faz mais de um ano que ele não tem, mas sempre ficamos de olho. Obrigada de coração pelo toque e depois te aviso o que decidimos. Me add no meu facebook e ai vamos conversando por lá! Beijos

    19. Denicielle disse:

      Ahhhh!!! Uma outra dúvida. Hehehe

      Existe hotel para os pets?

      Obrigada!

    20. Denicielle disse:

      Olá, Gabi! Estarei indo para Toronto em Agosto e seu blog tem me ajudado mtoooo!! Obrigada por compartilhar sua experiência, porém preciso tirar uma dúvida.
      Quando vc chegou no aeroporto no Canada, vc precisou fazer algum tipo de pagto, declaração do seu cachorro? Vi um post de uma blogueira que disse que ela deveria declarar o animal antes de embarcar e teria que pagar uma multa Por não ter feito isso. Estou com essa dúvida, pois estarei levando meu gato. Fico agradecida se puder me ajudar. Obrigada!

      • Olá. Tenho vários posts falando sobre isso. Da uma procurada no blog sobre viagem com meu cachorro ou animal de estimação. Se tiver duvida depois de ler entre em contato novamente. Obrigada pela visita

    21. Eu adoro este post..vou ler sempre que você publicar. Beijos

    22. Oi Gabriela!
      Vou para Toronto estudar com minha Maltês, e gostaria de tirar algumas dúvidas..
      Você quando sai, deixa a calefação ligada o dia todo? Como fica a conta de luz?
      Vou chegar no inverno.. como devo vestir ela para o vôo? Ela vai na cabine naquelas malas acolchoadas.. Quando eu sair do avião, ela vai morrer de frio? O que devo fazer?
      Obrigada! 😀

      • Gabriela disse:

        Ola Ana Lucia. Obrigada pela visita ao blog.
        Quanto ao sistema de calefacao, ele é obrigatório nas casas Canadenses. Se você estiver alugando o valor fica incluso no aluguel, e se você tiver sua casa própria o valor é anual (algo assim). A calefação é automática e você que determina a temperatura da sua casa. Se voce morar em um apto mais antigo é também automático, mas a temperatura é a mesma para todas as unidades – então não se preocupe que seu cachorro não vai morrer de frio. Eu até deixava um vão da janela aberto pro Joe quando moravamos no apto alugado e velho, para ele não fritar lá dentro. Mas nunca deu problema!
        Quanto a roupa ao sair do voo, no caso do Joe ele ficou na casinha e eu não coloquei ele na neve direto – ele ficou no meu colo e cada dia levava ele para um passeio de colo na rua, depois rápido andando, até ele se adaptar. Vc pode comprar uma roupinha e colocar nela, mas assim como vc ela vai se adaptar!
        Espero ter ajudado! O meu Joe AMA a neve e se adaptou super rápido! Beijos

    23. Lilian Medeiros disse:

      Oi, meu nome é Lilian, tenho um maltes de 2 anos de 2,5kg e gostaria de saber quais são os procedimentos para leva-lo para o canada comigo? Tks 🙂

    24. Luciana disse:

      Oi Gaby, Eu também tenho uma scottish terrier e estou pensando em passar um tempo no Canadá.. mas ela está um pouco acima do peso (10Kg). quanto a caixinha pesa pra eu saber quanto ela precisa emagrecer? Se tiver que levar no porão, você acha que é muito perigoso para o animal?

      • Gabriela disse:

        Ola Luciana! Obrigada pelo recado e pela visita ao blog. O Joe pesa 9kg e sempre fazemos uma dieta para ele emagrecer em torno de 1 kg. Então acredito que a mala dele deve pesar 2kg, um pouco menos… tem fotos da mala no post de janeiro/2013, quando viajamos com ele para o Brasil. Eu não vejo problema algum em levar ele no porão e conheco varias pessoas que fazem isso… mas no caso do Joe era tão perto e eu sou super protetora e preocupada, então acabamos optando por fazer ele comer menos por 1 semana! 🙂

    25. YARA NUNES disse:

      AMEEEEEEEEEI… vou levar o meu pra viajar pro Canadá 😀

    26. Alice Linck disse:

      Amei ver a vidinha de rei do joe. acho o maaaaximo q ele pode entrar em metro, lojas! fantastico! queria mto que no brasil fosse assim!

    27. Juliano Ghisi disse:

      Que inveja dessa vida de cachorro!

    28. Letícia Giacomin disse:

      Hobbes mandou dizer que morreu de inveja do Joe! Aqui ele quase não sai de casa, só para passear, mas não dá para soltar muito, se não todo mundo já olha torto. O que ele não gostou foi que para passear de metrô não tem como colocar a cabeça na janelinha e ficar com a língua para fora! hehehehe 🙂
      Gaby, a vida pros canis aí para ser bem bacana, mas bem cara, né? Mas aqui no Brasil não é muito diferente, tirando a Pet Shop (que é bem mais barata), o sistema de saúde é caaaaaro. Lembro que uma vez o woody machucou a pata e teve que ir fazer radiografia e tudo mais, nossa, foi uma fortuna. Imagino que isso seja caro em tudo que é lugar mesmo.
      Beijoooooos

    29. Edilaine Camillo disse:

      Gabi, mt obrigada pelo post! Tem tudo o que eu precisava saber (acho que cabeças de pesquisadoras funcionam de forma parecida, e não importa a área de trabalho…hehe..) Só uma perguntinha sobre o banho: o day care de 80 dólares (ai ai) é a única opção para o banho em pet shop? Minha lhasa sem banho fica um terror (além de ser alérgica e precisar estar com a pele sempre limpa) e secar em casa qdo tá peluda dá um trabalho….

      • Gabriela disse:

        Oi Edilaine. Provavelmente eles devem ter a opção de banho sem tosa, mas aqui não é comum. No Brasil nós tbem iamos no pet com o Joe toda semana, mas aqui ficaria muito caro (acho que o banho é CAN50). E compramos todos os produtos para dar o banho em casa: além de super bons ele fica beeem limpinho! Fica a dica.
        Beijos e obrigada pelo recadinho

        • Edilaine Camillo disse:

          Oi Gabi, obrigada mais uma vez! Esqueci de dizer que o Joe é uma fofura (lógico). Assim que eu chegar no Canadá eu conto se consegui levar minha pelúcia na cabine (ela também passa 2 cm do tamanho permitido e qdo tá peluda parece enorme). bj Edi

    30. anna maria lima de melo disse:

      Gostei muito!!!!beijos.

    1. 01/11/2016

      […] do Brasil e adora sua vida Canadense (e eu já mostrei um pouco sobre o cotidiano dele neste post aqui). Mas não pensem que Toronto é super acessível aos animais e há sim muitas restrições e […]

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *