Por onde andam meus estudos…

Eu estou sempre falando aqui no blog de passeios, shows, jantares, viagens… a vida parece muito boa e fácil ao ler meus posts (confesso!)… o que não quer dizer que eu não esteja estudando (e muito!). Na verdade, o blog é uma maneira de eu relaxar e pensar em outra coisa, que não seja meus Comps.
Ai no Brasil eu não sei se há a tradição de realizar os exames Compreensivos, mas aqui no Canadá eles são regra para continuar no programa de Doutorado, e super importantes para o futuro dos Doutorandos. Este post irá explicar o que são os Comp, como serão os meus (sim, eu não me livrei deles) e um pouco da minha estratégia de estudo (talvez para inspirar aqueles que possuem menos ou mais trabalho a fazer do que eu).

Na tradução ao pé da letra, os exames compreensivos, abreviados como “Comps” são um tipo específico de prova que deve ser realizada por estudantes de graduação em algumas disciplinas e cursos de estudo. Em algumas instituições, são conhecidos como exame preliminar, exame geral ou example de campo grande. A forma e requisitos gerais para os Comps variam de acordo com a faculdade ou departamento, grau procurado, universidade e país, mas normalmente testa os conhecimentos de duas ou mais áreas afins a área de estudo do aluno, e pode ser usado para determinar a elegibilidade de um candidato para continuar o seu curso de estudo. Normalmente, os exames abrangente composto de três provas escritas e um exame oral; no entanto, alguns programas requerem apenas escritas ou exames orais.
Os Comps são tipicamente baseados em uma lista de leitura, aceita pelo aluno e seu comitê (que é composta pelo supervisor primário e vários assessores, normalmente professores da universidade, mas não necessariamente na mesma faculdade). Esta lista pode incluir a leitura de dezenas ou centenas de livros e outras obras. A análise pode assumir a forma de um documento longo que pode demorar vários meses a escrever, um curto artigo sobre a escolha de temas que o aluno tem 24 horas para ser concluído, ou ambos.
Estudantes de doutorado em algumas Universidades Canadenses – como é o caso da U of T – devem concluir seus exames compreensivos até ao final do segundo ano; aqueles que não conseguem passar com uma marca suficientemente elevado poderão repetir o exame normalmente apenas uma vez. Incapacidade de passar nesta segunda vez, normalmente resulta em expulsão do programa. Alunos que passam são distinguidos com o título “doutorando” (PhD Candidate).

Meus comps serão ainda neste ano, no mês de outubro. Cada um dos meus orientadores (tenho 2) + 2 membros da banca me enviaram uma lista com 15 a 20 artigos e um livro em 4 áreas relacionadas ao meu tema de pesquisa (mas não sobre este). A idéia é você ter um conhecimento na área que está imediatamente próxima a sua área de pesquisa (ou rodeando-a).
No caso do meu Departamento, serão 3 questões discursivas (terei 10 horas para escreve-las, num computador da Universidade e literalmente “trancada” dentro de uma sala de aula) e poderei responder 1 das questões oralmente.

Se eu só tivesse que estudar para os Comps já seria apertado. Mas ainda farei uma disciplina neste semestre + trabalho no hospital como Pesquisadora + darei aula da Universidade + inicio minha pesquisa de Doutorado. Somado a isso tenho as tarefas extra-educacionais (ser esposa, mãe, filha, blogueira, amiga, etc). Bom, eu nunca tive problema em ser organizada, mas desta vez confesso que fui desafiada por ter tanta coisa e querer ser perfeita na maioria delas: 80 artigos + 4 livros em 120 dias! Estou lendo os artigos, fazendo resumo, tirando dúvidas nos livros e seguindo um conselho do meu sogro de montar um diagrama para cada área de estudo (buscando correlacionar os temas de cada artigo com a área de estudo – tema geral). Enfim, ainda não sei se estou fazendo a coisa certa… acompanhem as cenas dos próximos capítulos aqui no blog. Ah, se tiverem alguma dica, não deixem de escrever!

You may also like...

3 Responses

  1. Letícia Giacomin disse:

    Gaby, nunca tinha ouvido falar disso. Aqui na UFSC não tem isso para os doutorandos, eles só fazem a prova de admissão, têm número mínimo de artigos para publicar e participações em eventos, e muiiiiiiitas disciplinas obrigatórias para cursar.
    Achei mega difícil esse Comps, é tão difícil quanto a prova de admissão do doutorado aqui, cruzes, imagina fazer isso no meio da pós. Muita aflição!
    Mas eu te entendo, eu tô sofrendo aqui com a minha orientadora, toda semana temos encontro e toda semana mostro minha dissertação a ela, aquela pressão! hahahaha Ela já quer que eu qualifique em outubro, isso que acabei de entrar, mas penso que não vai dar tempo. Mas isso vai ser bom, quando estiver na finaleira do mestrado o meu projeto já vai estar bem adiantado e não vou me embananar mto. Mas por enquanto é difícil lidar com as disciplinas, os trabalhos, as provas, as leituras, dissertação e tudo mais. Eu te entendo, prima! hehehehe
    Bons estudos aí! E se eu bem te conheço vc vai tirar nota máxima e arrasar!
    beijo grandão!

    • Letícia Giacomin disse:

      Ah, e a minha estratégia de estudo é desligar o computador/celular/qualquer coisa que acesse a internet e me distraia. Se eu ligo o computador meus estudos vão pro brejo e não rendem nadinha.

      • Gabriela disse:

        Poisé Lê! Aqui além das disciplinas e provas e trabalhos e publicações tem essa prova… mas acho que vai ser bom para mim e meu CV! Obrigada pela estratégia… eu faço o mesmo hehehehe! Beijos pra vcs

  1. 07/12/2011

    […] falei deles no post de Resolutions de 2011, expliquei eles em um post especial, eles estiveram presentes em feriados, e no dia-a-dia … agora, após 7 horas de […]

  2. 01/01/2012

    […] …um ano de viagens …um ano de cuidados …um ano de alegria …um ano de estudos …um ano de música …um ano de desabafos …um ano de calor …um ano de […]

  3. 21/01/2015

    […] lugar para todos e meio que dividimos as mesas (ou seja, prova em grupo). Ou o dia que fiz meu Comprehensive Exams, que me colocaram em uma sala sem janela das 8am-6pm para responder 3 perguntas discussivas (entrei […]

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *