Sensação estranha de ambas as partes…

Eu e o Ju estamos conversando muito nestes dias (eu falando mais que ele, claro), basicamente sobre a vida, medos, expectativas, oportunidades, sonhos, família… tão estranho esta sensação de “recomeço” que estamos sentindo, aliada ao fato de que a vida a dois já está estruturada faz tempo (iremos comemorar 3 anos de casados e 7 anos juntos daqui há menos de 1 mês).

Uma das coisas que comentamos é o número de pessoas que nos mandam mensagens dizendo que gostariam de estar fazendo o mesmo que nós, que gostariam de ter tido a oportunidade que tivemos… eu particularmente fico muito feliz com tanto apoio e mensagens positivas (é ai que a gente vê quem realmente se importa com a gente).

Engraçado como eu não consigo lembrar quando foi que o “Canadá” veio parar na minha/nossa vida(s). Acho que Deus já estava com tudo planejado, desde o dia 23 de maio de 1977, passando pelo dia 13 de julho de 1982 e seguindo por todas as datas importantes nas nossas vidas. Lembro como se fosse hoje quando o Juliano veio dizendo que queria ir para o Canadá na lua de mel e eu nem pensava nisso (imaginava passar a lua de mel num lugar com praia e sol, e não frio, neve e noite as 4 da tarde)… o que posso dizer é que viemos para cá e passamos os primeiros dias de casado em solo canadense. E foi Maravilhoso!

E como o mundo dá voltas estamos novamente em solo canadense, continuando nossa vida com o rumo que escolhemos tomar. Alguns podem falar em ‘recomeço’, outros de ‘continuação’. Sinceramente, não importa! O que vale é que este é um momento nosso e eu tô amando dividir tudo isso com meu marido!

Nem tenho muitas fotos de passeios para postar hoje… andamos na rua normalmente, sem se impressionar mais com as novidades… acho que já temos a sensação de que estamos em casa!

You may also like...

8 Responses

  1. Marina disse:

    Olá Gabriela

    Parabéns pelo seu blog. Estou lendo sua trajetória desde o inicio. E confesso que fico cada vez mais encantada com Toronto.
    Por favor, nunca pare de escrever.

  2. Bianca disse:

    Afilhados queridos…
    Desejamos a vocês muita felicidade, companheirismo e tudo de bom que a vida tem a oferecer a vocês hoje e sempre.
    Ficamos felizes em poder compartilhar, mesmo que pelas fotos e palavras desse momento tão especial.
    Conversem, conversem muito. Isso engrandeçe o casal e vocês como pessoas.
    Beijos com carinho e muitas saudades…
    Bi, Dudu e Sophia

  3. Ana Paula disse:

    Teus posts são arrepiantes.. eu, como jornalista, admiro muito o seu jeito de escrever!

  4. soraya disse:

    Gabriela…
    sempre q leio teu blog fico mais do que encantada com tudo…
    tua organizaçao…
    teu jeitinho de escrever… q dom q vc tem… o post d hj achei digamos assim “tocante”…
    p gente parar e pensar… adorei.
    as fotos da visita da sua mãe…
    sem falar no ap LINDO… amo IKEA!
    tudo… vc eh fofa demais…
    um sucesso… sem falar q fazer doutorado ai nao eh p qq um…
    PA-RA-BENS!
    bjo gigante, soraya

    • Gabriela disse:

      Poxa Soraya… vc e o Prof Magnus sempre me incentivando! Quero é uma visita de vcs aqui hein? Obrigada pelo carinho!!!
      Beijo grande, e um especial para meu amigo Snow!

  5. MIRIAN DEL CARMEN QUINTILHAN disse:

    OH sua coisika linda………..

    Sensação boa é minha de perceber a sua felicidade e contentamento com a nova vida…
    Curta aproveite e continue enviando notícias……
    ADOOOOORRRRRRRRRRROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

    beijinhos mil aos dois

  1. 05/08/2011

    […] post publicado em 16 de novembro de 2010 durante a segunda visita do Juliano aqui em Toronto (e última […]

  2. 15/01/2017

    […] A nova vida (antes mesmo dela começar): esta visita que o maridão fez em novembro foi realmente especial pois já sabíamos que ele viria pra valer. Por causa disso tínhamos uma sensação estranha, de recomeço, de vida nova, de “estar em casa”… e eu compartilhei toda este misto de emoções em um post muito especial. Lembro que quando ele chegou eu coloquei balões e cartazes pela casa toda para lembrá-lo que ele estava em casa e que era ali que iríamos continuar nossa vida juntos. […]

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *