It’s just a matter of choices…

A vida é feita de escolhas, não podemos negar! Apesar do fato da educação, da sorte e do esforço terem um papel fundamental, na minha opinião são as escolhas que fazem a nossa vida tomar um rumo ao invés de outro….

Agora estou sentada num café, almoçando (sim, as 15h35) e pensando: e se eu não estivesse vindo ano passado para o Canadá, e se meu marido não apoiasse a minha vinda para cá, e se não tivessemos mudado para SP… claro que estou listando decisões importantes, mas poderia colocar aqui decisões pequenas, que talvez tiverem um papel fundamental na minha vida: e se eu não tivesse ido naquele Café do Sol no dia 7 de dezembro de 2003 (será que teria conhecido meu marido?), e se eu não tivesse mandado um email para o Dr Paul em dezembro de 2007, num dia ensolarado que eu poderia estar na praia (será que ele teria lido tão prontamente meu email?), e se eu e o Ju não tivessemos viajado e passado momentos maravilhosos em Algonquin (será que ele teria tomado a decisão de vir para cá?), e se eu tivesse matado a primeira aula de Fisiologia do Exercício que tive na faculdade em março de 2002 (será que ainda teria as mesmas idéias de ser pesquisadora e trabalhar com pacientes coronarianos?), e se minha irmã não tivesse morado nos USA (será que eu teria esta vontade louca de viver e conviver com pessoas de outras culturas?)…

Certamente nem todas as escolhas que fiz foram boas, mas acredito que o saldo foi positivo. A maioria das pessoas já tem uma idéia na cabeça, do que quer ser, fazer, viver… mas quando chega a hora de prosseguir com este sonho, de realmente “decidir” o que fazer é que vem “a escolha” mesmo! Meu marido e eu tomamos mais uma decisão importante na nossa vida: viver no Canadá pelo menos até eu terminar meu Doutorado. Eu fico feliz e um pouco preocupada pois nossa vida no Brasil não era ruim, mas sei que a decisão tomada irá mudar nossa vida (e quem nós somos como pessoas) para sempre! Viver em outra cultura, recomeçar, não ter a família perto é algo que certamente irá nos unir e terá um impacto decisivo na formação da nossa família.

Resumindo (e alguns de vocês podem não concordar comigo) eu acredito que a vida é feita de escolhas e se vc fizer a correta certamente vc terá uma vida plena e realizada, assim como eu, sentada num café dentro da University of Toronto, com um sorriso no rosto, esperando meu marido chegar após ter escolhido ficar comigo….

You may also like...

11 Responses

  1. Gabriela disse:

    Gaby, sigo seu blog tem alguns meses, desde que decidi estudar por um ano no Canadá.
    Estou lendo seus primeiros posts agora que já está tão próximo da minha viagem (1 semana) para me ajudar em todo este processo de saudade, medo, ansiedade…
    Sei que sua ideia inicial deste blog foi compartilhar seus momentos com amigos e familiares, mas você não tem noção de como tem me ajudado mesmo sem nunca ter te visto.
    Continue com este trabalho maravilhoso, pois tenho certeza que assim como tem ajudado a me manter forte para realizar meu sonho também deve ajudar milhares de outras pessoas que te seguem.
    Deus abençoe você e sua família e que você colha muitos frutos de toda a sua dedicação.
    Obrigada de coração!
    Gabi

  2. Suellen disse:

    Olá Gaby, faz um tempo que acompanho seu blog mas só agora resolvi ver todas as postagens.. que caminhada emocionante, parabéns!

  3. Alice Linck disse:

    Resolvi voltar nesse post, porque li uma frase que me parece ser super adequada ao que diz aqui….
    “The moment one definitely commits oneself, then Providence moves, too.
    All sorts of things occur to help one that would never otherwise have occurred.
    A whole stream of events issues from the decision, raising in one’s favor all manner of unforeseen incidents and meetings and material assistance, which no man could have dreamed would have
    come his way. Whatever you can do, or dream you can, begin it.
    Boldness has genius, power, and magic in it. Begin it now.”
    Goethe

    Gosto muito dessa frase mas infelizmente costumo esquecer disso ….

  4. Gabriela disse:

    Ai gente… não é para chorarrrrrr!!! heheheheheh
    Mas fico feliz com o carinho de vcs e por vcs respeitarem (e gostarem) do que eu tenho a dizer!!!!
    Beijosss a todas!!!

  5. Michelle disse:

    Também choreeeeeeeei!!!!! Lindo prima!
    PARABÉNS!!!!!! Sucesso tá garantido… és sem dúvida uma vencedora!
    Beijocas

  6. Alice Linck disse:

    que bonito! chorei até! 🙂 Ando num momento confuso por decisões que vem vindo… foi bom ler o teu post.

  7. marina disse:

    Lindo Gaby! Me fez chorar! Saudades…

  8. Lucielle Tatiana de Lima Kist disse:

    Aiii, que linduuuu!!! Ah Gabi, você é uma vencedora! Eu te admiro demais, pois sei o peso da sua escolha!
    Muitas, muitas, muitas Felicidades pra vocês dois!!!
    bjão

  9. Ana Paula disse:

    ai, que lindo!!! e concordo com tudo.. às vezes eu fico pensando também e vejo que muita coisa boa aconteceu quando concretizei esses “e se…”!
    e que legal seu marido estar se mudando pra aí também já, só imagino a sua felicidade!

    • Gabriela disse:

      Obrigada pelo recadinho Ana!!! O que quis dizer era para a gente pegar estas oportunidades que acontecem na vida, não ficar trancados em casa, be open minded!!! 🙂
      Vem o marido e o Joey!
      Beijos

  1. 11/08/2014

    […] no Brasil (eu não ia conseguir ficar longe dele por 4 anos, claro). Mas depois de 2 meses aqui decidimos que queríamos viver isso juntos, e em janeiro de 2011 meu marido e nosso cachorro Jojoe vieram para Toronto tornar minha vida […]

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *