Minhas 3 casas em Toronto…

Olá para todos! Conforme prometido estou escrevendo um post somente sobre os locais aonde morei, porque isto certamente daria um livro ou um filme dramático.

Quando estive em Toronto ano passado (nos meses de junho, julho e agosto) fiquei na Graduate House (casa para estudantes que fica do outro lado da rua do meu Departamento. Foi tudo de bom (pois além de conhecer muitas pessoas estava próxima de tudo, o que de muitas maneiras facilitou a minha vida quando não conhecia muita coisa) – Segue foto da Graduate House (foto de 2009).
Graduate House - Toronto

Como não tive dificuldades em conseguir um quarto ano passado, este ano fiquei muito tranquila (até porque ano passado eu era ‘pesquisadora internacional’ e este ano sou ‘aluna de PhD’, o que traz alguns benefícios – pelo menos era o que eu achava). Pois bem, paguei a inscrição e estava bem tranquila… mas o tempo foi passando, a data da viagem chegando, a Dona Anna ficando nervosa… e nada de resposta. Até que faltavam menos de 5 dias e eu não tinha aonde morar. [Pausa] Vocês devem estar pensando: “Mas ela não tinha nenhum outro lugar para ficar, um hotel, nada?” [Continuando] … Milhares de estudantes vem para Toronto nesta época do ano pois é no início de setembro que inician as aulas – pois é o começo do ano letivo, o nosso março ai no Brasil – e não tinha mais nenhum lugar para ficar, a não ser hotéis com um valor de CN$200,00 a diária.

Mas eis que surgem dois anjos na minha vida: Andresa e Josie. Andresa é minha amiga brasileira, que conheci na aula de inglês ano passado e que mantive contato pois também faz doutorado (em outro departamento) e é fisioterapeuta. A Josie é a Coordenadora do Curso de Pós Graduação e a pessoa que me ajudou (muito!) a conseguir esta vaga no curso.

O que aconteceu foi que a Andresa conseguiu que eu ficasse 1 semana na Knox House (casa de meninas da Igreja Presbiteriana de Toronto) e eu fui muito bem recebida por todas, especialmente pela Elsie (canadense que foi até me pegar no aeroporto com a sua mãe Liz) e pela Barbara e Grazy (brasileiras que moram lá na casa também).

Segue fotinhos da casa que, fica na mesma rua da Graduate House e do meu departamento.




Bom, fiquei na Knox House até ontem, quando vim para o Apartamento Novo da Josie na Little Italy. O que acontece é que a Josie trabalha na Universidade de Toronto mas longe (a 1h30 de metro). Então ela comprou um apto perto (e nesta região da cidade já que os pais dela são italianos) para tornar a vida dela mais fácil. Mas ela ainda não teve tempo de se mudar e me ofereceu o lugar para ficar. No começo eu não aceitei, fiquei toda sem jeito mas ela insistiu e aqui estou eu, num apto lindo, numa região linda e com vista para a CN Tower. Segue algumas fotinhos, mas depois coloco mais (pois ficarei até 1 de Novembro aqui).









E por fim, em 1 de Novembro ficarei na Family Housing, um apto no Centrão de Toronto (na região da Bloor-Yonge para quem conhece), que é da Universidade e super disputado. Lá teremos que colocar os móveis e arrumar, mas vai ser o meu cantinho em Toronto (meu, do Joey e do Ju – quando ele vier me visitar e também da minha família) e apesar de eu ser bem-vinda em todos estes lugares eu não vejo a hora de me mudar para meu apto canadense! Hoje fui conhecer o apto que vou morar (número 1816), que só estará livre em novembro. É bem direitinho, nada demais, mas neste momento da minha vida é tudo que preciso! Segue fotinho do prédio, pois não pude bater fotos de dentro do apto (irei morar no 18th andar!)

Enfim, esta é a história das minhas três casas de Toronto e dos anjos que estou encontrando pelo caminho….



  • 7 Responses

    1. carol vasconcelos disse:

      Oi Gabi,

      Você, então, ficou amiga da coordenadora do seu curso? Como foi isso? Bjs!

    2. Alice Linck disse:

      Ai guria ! poisé eu ouvi que pra Austrália tem quarentena ! Tem que por chip no cachorro e mais um monte de coisas!
      Ui ui Mas não sei né!
      Sim a vantagem do cachorro pequeno é essa TUDO FICA MAIS FÁCIL !!! ahahah
      Guria 4 anos e duas malas! nossa ainda bem que tu vai ir e vir senão NO WAY ! ahahah 🙂 Pensamento de mulher né!? ahahah
      beijos

      • Gabriela disse:

        Nãoooo…. mas o Ju vai vir me visitar em 2 semanas e vai trazer mais 1 mala e minha mãe vem em outubro e trará outra! E roupa de frio nao adianta: tem que comprar aqui porque as do Brasil nem adiantam!!! Quando formos ver sobre o Joe eu me informo e te aviso. Se que para Inglaterra tem que ter quarentena!
        Beijosssss

    3. Alice Linck disse:

      Que legal ! BOa sorte pra ti aí!
      E o Joe tb vai te visitar???? Que máximo! Depois , por favor, me conta como foi a ida dele, como fizeram, quais os papéis necessários etc etc?
      Quantidade de vôos, como eles fazem com os cães no momento de troca de vôos! aahah preciso de alguém conhecido e que ame seu cachorro desesperadamente como eu a Maui pra eu saber como funciona levar o dog pra fora do Brasil !!!
      Sempre fico pensando nisso e não conheço ninguém de confiança que tenha levado pra lugares distantes.
      beijossss

      Vais ficar quanto tempo aí!?
      Nossa, aproveita muito! vou acompanhar tuas fotos ! 🙂

      • Gabriela disse:

        Oi Alice! O Joe vem ficar comigo sim…. em Janeiro. Cada empresa tem o sua burocracia. O que eu sei é que pela Air Canada ele vai vir na cabine comigo (o que com a Mauiu não poderia)… é necessário um atestado do vet dele, e ai reservar uns dias antes (já que só pode 1 animal por vôo). Quando chegar no aeroporto internacional (Guarulhos) tem que levar os comprovantes (vacina e atestado) no Departamento da Agricultura (ou algo assim) e eles dão o documento. Mas cuidado pois tem alguns paises que os animais tem que ficar de quarentena (imagina 40 dias num canil) e outras coisas…. depende muito do lugar. No caso da sua, por ser grande, eu não sei exatamente se os documentos funcionam da mesma maneira. Mas assim que souber eu aviso!!!
        Ah, fico aqui 4 anos… mas vou sempre estar no Brasil!
        Beijos

    4. Gabriela disse:

      não… só o Joey! Mas meu marido vai ficar vindo e voltando sempre (e eu tbem para o Brasil). Beijos

    5. Ana Paula disse:

      Ai que legal, que vontade de me mandar de novoo!! É tudo tão bom né… até essas dificuldades do começo! Que bom que resolveu tudo! Mas eu não entendi: seu marido e o Joey vão morar aí também?

    Deixe um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *